Nota de apoio da APROPUC-SP

Publicado: 16/06/2011 em Uncategorized

 Nota da APROPUC-SP de apoio as estudantes agredidas pela gestão do DCE da PUC-RS

A Associação dos Professores da PUC-SP – APROPUC-SP – vem a público repudiar os acontecimentos de violência contra o movimento estudantil e de machismo por parte de integrantes da atual gestão do DCE da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul ocorridos no último dia 13 de junho. Por conta de questionamentosdos estudantes contra os métodos burocráticos da gestão do DCE, duas militantes do movimento estudantil da universidade foram brutalmente agredidas fisicamente, psicologicamente e sexualmente por membros desta entidade.
As cenas lamentáveis desse ato de barbárie se somam ao histórico dessa entidade, ligada à juventude do PDT, cujas útimas 20 gestões são notoriamente questionadas pelos próprios estudantes da universidade e pelos movimentos sociais do Rio Grande do Sul, chegando a ser investigados pelo Ministério Público e sendo alvo de investigações da Assembleia Legislativa gaúcha em anos anteriores, sem nenhum resultado prático.

A APROPUC-SP defende a autonomia do movimento estudantil, mas não pode deixar de se posicionar em solidariedade a essas duas militantes agredidas e a todos os estudantes da PUC-RS que são vitimas dessa máfia que se apoderou a anos de sua principal entidade representativa, evitando qualquer tipo de confronto contra a Reitoria da PUC-RS e fazendo no movimento uma espécie de correia de transmissão dos interesses de lideranças políticas do PDT no estado. Da mesma forma, não podemos nunca nos abster em condenar a violência contra a mulher, ainda mais no espaço da universidade e do movimento estudantil, que deveria se pautar pela democracia, tolerância e superação de todo tipo de opressão e exploração advinda do capital.

Esse tipo de violência contra a mulher deve ser combatido duramente por quem luta em defesa de uma educação pública, gratuita , universal e de qualidade para todos. A APROPUC-SP vem se solidarizar as estudantes agredidas, defendemos a punição de todos os agressores envolvidos nesse lamentável episiódio e exigimos que a Reitoria da PUC-RS garanta a integridade física e moral das estudantes agredidas.

Bia Abramides – Presidente da APROPUC

Anúncios
comentários
  1. Daniel disse:

    E os professores da PUCRS, por que não se manifestam?!

  2. Fausto disse:

    Vcs nao tem mais o que fazeer?? bando de piazada de apartamento, vcs tao pagando mensalidades como qualquer outra pessoa dentro da puc. Entao valorizem seus estudos e seu investimentos em vcs mesmos e vao estuda

  3. Chris disse:

    Ah, mas a maioria dos professores da PUCRS se manifestam sim. Se manifestam na sala de aula CONTRA o Movimento desordeiro que interrompe as sagradas citações de Pontes de Miranda e os importantes casos de homicídio na luta pela tábua da salvação…

    Acho que eles precisvam era descer [do altar] e tomar algumas aulas de democracia, juntamente com os alunos que dizem “amém” às incansáveis preces manualísticas que atrofiam nosso cérebro…

    Que nossos professores daqui siguam o exemplo de seus colegas paulistas. E sei que alguns, poucos e raros, já estão do nosso lado!

  4. Daniel Oliveira disse:

    Faculdade não é uma lugar meramente para estudar! é um lugar de formação da pessoa, e lutar pelo que é justo é o melhor jeito de fazê-lo.

Comente, divulgue, participe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s